25 de jan de 2015

Evolução dos Transportes - Sistema BRT

O Sistema BRT (Bus Rapid Transit) que tem o significado de Transito Rápido de Ônibus ou também conhecido como VLP - Veículo Leve sobre Pneus vem sendo muito utilizado em várias cidades do mundo como o principal meio de transporte público. Já são mais de 160 sistemas em cerca de 38  países em 5 continentes.
O lançamento do Sistema BRT foi em Curitiba em 1974, sendo que desde 1965 Curitiba já possuía um transporte urbano coletivo de qualidade e bem organizado. O BRT foi uma forma da cidade não precisar de metrôs, pois assim possuiria o atendimento de toda a cidade no transporte público.
Imagem extraída da internet

O Sistema BRT é diferente de toda forma de transporte feito por ônibus que vemos, pois utiliza apenas ônibus articulados ou biarticulados que percorrem a sua própria via, ou rua, ou corredor, sem trânsito. Suas paradas são feitas apenas nas estações, onde as saídas não possuem desnível do ônibus para a rua, pois as portas dos ônibus ficam na mesma altura das portas das estações, sendo um exemplo as estações tubo de Curitiba. Outra característica é o pré-pagamento da passagem, a interligação entre terminais e também a transferência de passageiros entre rotas sem a necessidade de se pagar novas tarifas.
Hoje, acredita-se que o BRT pode ser uma melhor alternativa que trens ou metrôs, pois possui menor custo em relação ao transporte sobre trilhos e também maior eficiência. Outro fator positivo do Sistema BRT é que ele vem mostrando que pode reduzir drasticamente as emissões de CO2, pois para que se tenha uma boa implantação desse sistema, as rotas devem ser bastante otimizadas e um exemplo disso é a operação do sistema Metrobús, um Sistema BRT na Cidade do México, que com a sua inauguração está reduzindo em 110.000 toneladas a emissão de CO².
Imagem extraída da internet - Créditos na imagem

O Sistema BRT trouxe além de todas essas inovações, outra no ramo de ônibus com a construção e lançamento do maior ônibus do mundo, sendo ele um Mega BRT, da marca Neobus de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. Ele possui 28 metros de comprimento, o máximo que as leis brasileiras permitem e 2,6 metros de largura. Pode carregar cerca de 250 passageiros e é biarticulado. Ele foi apelidado de "Ligeirão Azul" em Curitiba, onde começaram a rodar os primeiros Mega BRT. Para se ter uma ideia da rapidez e eficiência, o "Ligeirão", por mais que tenha seu tamanho avançado consegue fazer 20 quilômetros entre o bairro e o centro de Curitiba em cerca de 15 minutos pelas suas vias.
Outro ponto bom é que ele possui muita tecnologia integrada, tanto em sua aerodinâmica, quanto no seu combustível, por utilizar biocombustível extraído da soja. Alem de tudo isso, ele possui melhorias para deficientes, sendo que toda a comunicação ajuda a deficientes visuais e também ampara deficientes físicos.
Imagem extraída da internet

Outro ponto das linhas BRTs foi a experiência feita em 1992, quando Curitiba emprestou 4 ônibus e 4 estações para Nova York. Essa experiência foi feita para comemorar o dia da Terra e foi uma boa integração entre os povos, mostrando nossas tecnologias já naquela época.
O Sistema BRT se mostra reconhecido mundialmente como já destacamos e tem tudo para se desenvolver mais ao passar dos anos, uma prova disso é o desenvolvimento do maior ônibus do mundo e de cada vez maiores estruturas em várias cidades do mundo.

*Trabalho criado em 2012 e atualizado. Mesmo assim algumas informações continuam como 2012, para manter a integridade da informação.

Obrigado pela visita!